register
forgot password

Pierre Simoes - Video

Cancoes para atrair dinheiro e felicidade

03-06-2012

Canções para atrair dinheiro e felicidade
Pierre Simões

Introdução

Qual de nós não já sonhou um dia em ser rico e feliz? Parece um sonho impossível ou acessível apenas a poucos privilegiados? Então porque esses poucos privilegiados têm esse direito e a grande maioria não tem? As explicações e as desculpas são sempre as mesmas em todos os cantos. Uns dizem “É meu carma ser pobre”, ou “Tive uma educação deficiente, não tenho estudo para isso”, ou “Eu não sou merecedor, tem muita gente passando fome”, ou “Não tenho cacife pra montar um negócio próprio, o governo vai me impor altos impostos”, ou “Devemos nos contentar com pouco, é pecado ser rico” ou “Vão me seqüestrar” e por aí vai...
Nessas canções vai um questionamento sincero de nossas próprias crenças em relação a dinheiro e felicidade. Porque nos parece tão difícil obtê-las, já que são tão desejadas por bilhões de pessoas? A explicação está no nosso modelo de crenças interiores que trazemos desde a infância. É a única explicação. Essas crenças moldam nossas atitudes que nos fazem agir dessa ou daquela forma. Ou pior, nos paralisam e nos impedem de agir ou progredir quando já alcançamos algum objetivo pequeno. As crenças são carregadas de valores morais, emocionais, sociais e religiosos, geralmente herdadas de figuras afetivas como pais, professores, amigos, familiares e os passamos aos nossos filhos, netos e bisnetos. Tudo que você é até este momento é fruto dos seus modelos, e certamente determinará o seu futuro, tal como é hoje. A boa notícia é que você pode intervir e modificar esse futuro agora e tornar sua vida muito mais interessante e cheia de oportunidades para ser rico e feliz. Mas não espere simplesmente colocar esse CD para rodar e aguardar ansiosamente a campainha tocar e alguém vir te presentear com um saco de dinheiro junto com a felicidade. Você tem fazer a sua parte. E qual seria? Estudar a fundo seu próprio comportamento e suas atitudes diante da vida em geral e refazer a sua programação mental. Só isso? Exatamente, só isso, mas certamente vai mexer em questões delicadíssimas de suas relações com familiares e crenças arraigadas das quais vai ser difícil abrir mão. É urgentemente necessário mudar o paradigma. Paradigma é esse conjunto de crenças e valores nos quais vivemos. Para mudá-lo, vai ser necessário desaprender tudo. Reabrir nossos conceitos e valores vai doer e muito. Sabe por quê? Simples, vai mexer em velhas feridas ainda não cicatrizadas. Nossos mentores de vida não nos ensinaram a pensar grande, nem a habilidade de antecipar o futuro. Não nos ensinaram valores dignos pelos quais lutar. Embora nos cobrem para ser vencedores, nunca nos ensinaram de fato a sê-los. E ainda temos que conviver com a absurda mediocridade exibida na TV. Ela molda a massa e forma zumbis, ditando normas morais ultrapassadas e punindo os visionários. Muitas vezes estes são forçados a abdicar de suas diferenças, tendo que se adaptar ao imenso rebanho de conformados que assolam nossa sociedade em todas as classes. Então vai ter que aprender a ser absolutamente otimista em todas as ocasiões, vai ter que elevar sua auto-estima a patamares nunca experimentados, vai ter que aprender a perdoar e a se perdoar, vai ter que aprender a se comunicar como os grandes líderes da humanidade, vai ter que saber, sem sombra de dúvida, o que você quer ter, fazer ou ser. Vai ter que trabalhar duríssimo e aprender a agir apesar de todas as dúvidas, inconvenientes, medos, culpas, cansaço, e principalmente, quando não tiver nem mesmo vontade de agir. Isso tudo combinado fará de você uma pessoa diferente e essa diferença fará você crescer interiormente como pessoa e como empreendedor, e o resultado inevitável e duradouro será a riqueza e felicidade. Mas isso só dependerá apenas de você. Vá à luta! Estude, pesquise, faça todos os cursos de desenvolvimento pessoal e profissional que puder, faça psicoterapia para desfazer os nós de sua mente e tapar os ralos por onde escoam todos os seus esforços. Por exemplo, um desses ralos é associar, de modo inconsciente, o dinheiro com algum dano pessoal que sofreu ou se ele tiver sido uma fonte de dor para pais ou pessoas queridas. Pior ainda é quando você não tiver a aprovação delas para se expressar ou para ser bem sucedido em seu negócio. É claro que isto afetará seus rendimentos e o fará sempre um devedor na praça, por mais que trabalhe. Outro ralo é colocar na frente do seu cliente ou de seu empregador as suas necessidades pessoais, do tipo “compra pra me ajudar”. Isso é extremamente danoso para sua imagem, pois ficará com aquela pecha de “precisado”. Obviamente ninguém quer ficar perto de você, muito menos comprar seus produtos ou serviços, mesmo que sejam excelentes. Quando a sua atitude for a de um solucionador de problemas e um colaborador eficaz para a felicidade e o sucesso de seu cliente, aí todas as portas estarão abertas, e você fará jus àquela placa “Seja bem-vindo”, colocada na porta das empresas. No final dessa leitura eu vou te sugerir, entusiasticamente, todos os livros que pesquisei e estudei com afinco, os quais me ajudaram e ainda me ajudam em meu próprio desenvolvimento pessoal e financeiro.

Comments (1)

  1. 10-11-2012
    Pierre Simoes

    my site - www.pierresimoes.hd1.com.br
    my email - pierresimoes@hotmail.com